Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Glam Magazine

Glam Magazine

Festivais: NOS Primavera Sound 2015 / Line up (Parte 9)

É já no dia 4 de Junho que a cidade do Porto recebe a maior manifestação musical da Primavera. Pelo 4º ano seguinte o NOS Primavera Sound traz à cidade do Porto a Primavera acompanhada de música.

O Parque da cidade vai ser invadido pelos sons do melhor que se faz a nível musical.

A cidade do Porto é literalmente tomada de assalto pelos vistantes oriundos de mais de 40 países que são esperados no festival.

À semelhança das edições anteriores são esperadas cerca de 70.000 pessoas nos 3 dias do Festival.

 

E hoje chegamaos à 9ª parte do line up da edição deste ano do NOS Primavera Sound com mais 4 nomes em destaque no festival:

 

PATTI SMITH & BANDNOS-PATTI SMITH.jpgA musa do punk celebra o quadragésimo aniversário de “Horses”

A cantora e poetisa norte-americana Patti Smith irá interpretar o álbum de estreia “Horses”, publicado em 1975 e considerado um dos discos de rock mais importantes da história, protagonizando também uma segunda actuação em formato acústico e “spoken word”. Quarenta anos mais tarde, a nova-iorquina decidiu honrar a longevidade da sua primeira obra com uma série de concertos especiais centrados em si, nos quais se faz acompanhar por dois dos membros originais do grupo, Lenny Kaye e Jay Dee Daugherty, para além do baixista Tony Shanahan que se juntou à banda há vinte anos.

“Horses” é definitivamente uma das obras mais importantes que a história do rock pode contar. Produzido por John Cale e com o icónico retrato tirado por Robert Mapplethorpe na capa, o álbum antecipou movimentos como o punk, estando no entanto marcado pela desafiante fusão do rock simplista com a força do free jazz e do experimentalismo, sempre com uma carga lírica imponente e cheia de força. A sua carreira não se ficou por aqui.

Os nove álbuns que se seguiram a esse primeiro passo, uma obra vasta de poesia e as suas recentes memórias “Just Kids” são apenas parte do admirável legado de Patti Smith.

Para além de interpretar o álbum de estreia “Horses”, publicado em 1975 e considerado um dos discos de rock mais importantes da história, a cantora e poetisa americana Patti Smith irá protagonizar também uma segunda actuação em formato acústico e “spoken word”.

 

PHARMAKONNOS-PHARMAKON.jpg

Desgovernada, neurótica e repleta de alaridos diabólicos, a música de Margaret Chardiet não é fácil de definir. A nova-iorquina, talento precoz ao serviço do vanguardismo frenético, tornou-se conhecida em 2007 com um primeiro CD-R auto-editado e, desde esse momento, tem-se dedicado a aperfeiçoar a sua abrasiva e selvagem concepção do noise estridente. “Abandon”, publicado em 2013 por Sacred Bones, foi o disco que a catapultou para o extremismo sonoro, um lugar que a artista preservou com “Bestial Burden”, uma colecção aterradora de ritmos maquinais, vozes fora de controlo e texturas musicalmente perturbadoras

 

 

THE REPLACEMENTSNOS-THE REPLACEMENTS.jpgA pedra basilar do indie rock, são uma das lendas mais respeitadas e celebradas do indie americano. Nascidos no final dos anos 70 em Minneapolis e seguindo os passos de Hüsker Dü, The Replacements construíram o seu próprio caminho até se terem tornado o elo entre o hardcore e o rock alternativo, a base do que viria a ser o indie rock dos anos 90.

Autores de álbuns capitais da história do rock, como “Let It Be”, “Tim” e “Pleased To Meet Me”, Paul Westenberg e os restantes membros da banda encontraram o balanço perfeito entre o rock desalinhado e as baladas inflamadas, entre o riff duro do punk e o potencial melódico do Rock Americano

 

RIDENOS-RIDE.jpgShoegaze para a História...

Os Ride foram um dos primeiros êxitos à escala mundial da Creation Records nos anos 90, pioneiros do “shoegaze”, juntamente com os Slowdive e My Bloody Valentine, criaram álbuns emblemáticos como “Nowhere” e “Going Blank Again”.

Andy Bell, Mark Gardener, Laurence “Loz” Colbert e Steve Queralt juntaram-se em 1988 para formar os Ride, formação que chegou ao fim em 1996. Deixaram um legado de quatro álbuns com canções míticas como “Vapour Trail”, “Leave Them All Behind”, “Birdman” e “Twisterella”. Após a ruptura, o quarteto voltou-se a juntar em 2001 para gravar um programa para o canal televisivo Channel 4.

O concerto do NOS Primavera Sound 2015 agendado para o dia 6 de Junho marca o regresso esperado da banda num concerto único em solo português